Poesia em todo lugar

Uma vaca, um anel, a água do mar. Quem disse que a poesia não pode estar escondida nessas coisas? Falar de coisas simples de um jeito bem bonito é a proposta do livro O nome da manhã, de Marina Colasanti.

A autora escreve, por exemplo, a história uma mosca que pensa que uma xícara de chá é uma piscina. Conta sobre leites que não nascem na caixinha, narra a dificuldade de um faquir que não acha uma cama de pregos pra dormir e até relembra um lixeiro que não desgruda do seu fone de ouvido…

Aposto que, depois de ler esse livro, você conseguir enxergar poesia em todo lugar!

3447_O Nome da Manha

O nome da manhã
Texto e ilustrações de Marina Colasanti
Global Editora

Matéria publicada em 21.05.2013

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Diná

Sou uma dinossaura antenada, criativa e apaixonada por música, livros e cinema. Tem gente espalhando por aí que sou apaixonada também pelo Rex, mas alto lá! Ele é o meu melhor amigo.

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat