Palavras invisíveis!

Na tarde de ontem, o Rex e a Diná discutiram. E, claro, depois da briga, ficaram sem se falar. Foi cada um pro seu lado fazendo bico. Mas você sabe como é dinossauro… Cinco minutos depois já nem sabiam porque tinham brigado e, mesmo assim, continuavam de mal. Acontece que, quando se gosta, uma hora alguém tem que tomar a iniciativa de fazer as pazes. Desta vez, foi o Rex que resolveu dar o braço a torcer. Ele pensou em deixar um bilhetinho carinhoso para a Diná, pedindo desculpas, mas não queria correr o risco do Zíper encontrar o bilhete e sair por aí, fazendo piada.Foi então que ele teve a idéia de produzir uma tinta invisível. Para isso, ele usou (veja ao lado) dois copos, um limão (cortado), tintura de iodo (à venda nas farmácias), conta-gotas, pincel e folha de papel para escrever.


Para produzir a tinta invisível, Rex espremeu o limão em um dos copos – com todo o cuidado para não respingar na pele, porque o suco de limão provoca manchas. Depois, pegou o pincel, molhou-o no suco e escreveu o bilhete. Assim que terminou, foi lavar o pincel. Enquanto isso, o Zíper aproveitou para dar uma olhada no papel e levou um susto: o Rex tinha passado horas desenhando a letra e o papel estava em branco!

Pois bem, o Rex voltou enquanto o Zíper ainda estava por perto e fez um discurso, chamando ele de abelhudo. O Zíper achou aquela palavra até um elogio, mas preferiu sair de perto porque as caretas que o Rex fazia enquanto discursava não eram nada simpáticas. De repente, o Rex parou de falar porque precisava entregar o bilhete ainda úmido para a Diná. Do contrário, seus planos iriam por água abaixo. Para sorte dele, a Diná entrou na sala, fingindo que não o conhecia. Ele foi até ela, entregou a folha, supostamente em branco, o pincel, um copo com água e tintura de iodo e disse: “Pincele toda a folha com esta mistura e você terá uma surpresa.”

Diná fingiu que nem ligou. Mas só esperou ele sair para dar suas pinceladas. O papel foi ficando todo roxo, exceto às partes que haviam sido escritas com o suco de limão. O que ele escreveu ninguém sabe, o Zíper só contou que ficou sem entender nada quando olhou pela janela e viu os dois, que até poucos minutos estavam brigados, passeando de mãos dadas pela calçada.

O segredo da tinta


Sabe por que as palavras escritas com suco de limão ficam sem cor quando pinceladas com a tintura de iodo? Pois anote aí: o iodo vendido na farmácia tem um componente que lhe dá uma cor arroxeada. Mas quando esse componente entra em contato com o suco de limão, que é ácido, ele se decompõe, isto é, se transforma em outros componentes incolores. Agora, você pode aproveitar a idéia do Rex para trocar bilhetes secretos com os seus amigos!

Matéria publicada em 05.05.2010

COMENTÁRIOS

  • Clara Luz

    muito maneiro!!

    Publicado em 27 de abril de 2021 Responder

Envie um comentário

Redação

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat