Ovos coloridos!

Essa experiência mistura química com arte e ainda exige do aspirante a cientista uma boa lábia. Afinal de contas, você vai precisar convencer sua mãe a lhe dar os ingredientes com aquela velha promessa de que não vai fazer sujeira! Trata-se de experimentar a pintura em ovos de galinha. E para isso é necessário: meia dúzia de ovos, um copo com vinagre e canetinhas coloridas.


O primeiro passo é colocar dois ovos no copo com vinagre e esperar até o dia seguinte. Depois dessas 24 horas, você observa como ficou a casca dos ovos e escolhe um deles para cozinhar por 12 minutos. Deixe o ovo esfriar e verifique novamante sua casca. Agora, cozinhe um dos ovos que não foi colocado no vinagre. Então, compare as cascas dos dois ovos cozidos.

Canetinhas à mão! Faça um desenho colorido no ovo cru que ficou mergulhado no vinagre e outro em um ovo cru que não esteve no vinagre. Qual é a diferença? Agora desenhe também no ovo cozido que ficou no vinagre e no que não ficou. Observe o que acontece.

Você tem ainda dois ovos que não usou. Aproveite para deixá-los mergulhados em copos diferentes: um com mais água do que vinagre e outro com mais vinagre do que água. Desenhe em cada um deles e veja o resultado.

Antes da explicação é bom que você saiba que os ovos usados na experiência não devem ser comidos, já que as tintas podem ser tóxicas e o vinagre pode deixá-los em mau estado. Agora, sim, vamos ao que interessa: o vinagre, chamado pelos cientistas de ácido acético, dissolve parte da casca do ovo, deixando-a mais fraca e fina. Por isso, a tinta da canetinha consegue se fixar. Nos ovos que não foram mergulhados no vinagre, a tinta se apaga facilmente. O fato de cozinhar os ovos é simplesmente para que se faça a pintura com mais segurança, sem medo de quebrá-los, e também para provar que o fato de cozinhá-los não altera a reação do vinagre na casca.

Essa é uma antiga técnica usada por artesãos para colorir ovos de galinha que servem para enfeitar e dar de presente na Páscoa. Eles também sabem como esvaziar os ovos sem quebrá-los. Mas isso já é uma outra história!

Matéria publicada em 22.06.2010

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat