Os peixes-boi sopram velinhas

Janeiro é mês de festa no lago Amanã, a 650 quilômetros de Manaus, no Amazonas. Este ano, o Centro de Reabilitação do Peixe-boi Amazônico, apelidado carinhosamente de Centrinho, comemora quatro anos de trabalho.

Peixe-boi

Os peixes-boi estão ameaçados pela caça (Foto: Augusto Rodrigues)

Desde 2008, o Centrinho funciona numa estrutura flutuante e recebe filhotes órfãos de peixes-boi apreendidos na região do Médio Solimões, onde esses animais são ameaçados pela caça. Os peixes-boi são, então, cuidados até que estejam grandes e com a saúde em dia para serem soltos novamente. Atualmente, são sete os “hóspedes” do projeto.

O primeiro peixe-boi a chegar lá, batizado de Piti, já está quase pronto para voltar à natureza. Enquanto isso, seus companheiros mais novinhos continuam exigindo cuidados que incluem dar mamadeira até cinco vezes ao dia!

O projeto, realizado pelo Instituto Mamirauá, tem patrocínio da Petrobras.

 

Matéria publicada em 31.01.2012

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Padrão do site

Sou o mascote da CHC. Troquei a pré-história pelo mundo virtual para mostrar a você o lado curioso e divertido da ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat