No meio do passeio tinha um osso

Imagine esta situação: você está correndo atrás de seu cachorro quando, de repente, encontra um osso humano! Parece até filme de terror, mas foi exatamente o que aconteceu com Matthew, um menino de 9 anos que encontrou um fóssil do Australopithecus sediba, um ancestral do homem que viveu há 1,9 milhões de anos. A descoberta foi feita próximo a uma caverna na África do Sul.

O menino é filho do paleontólogo Lee Berger, que coordenava uma expedição no local. Depois do primeiro osso, os cientistas encontraram o resto do corpo de dois australopitecos no fundo da caverna – uma fêmea adulta e um macho adolescente. O achado revelou uma nova peça para o quebra cabeça da história da nossa espécie: este pode ser o ancestral mais próximo da nossa linhagem.

Matthew encontrou parte de um fóssil que pode revolucionar o entendimento da história evolutiva humana (Foto: Cortesia de Lee R. Berger)

Matéria publicada em 28.09.2011

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Padrão do site

Sou o mascote da CHC. Troquei a pré-história pelo mundo virtual para mostrar a você o lado curioso e divertido da ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat