Doença de bicho

Quando pensamos em nossos animais, sempre queremos vê-los felizes: cachorros correndo atrás de bolas, gatos fazendo manha, hamsters em sua rodinha. Mas quando eles começam a espirrar, se coçar ou ficam cabisbaixos num canto, algo pode estar errado. Preocupadas, as nossas leitoras Gabiloreno e Evellyn Oliveira perguntaram: animais podem ser picados por insetos e ter doenças como as nossas?

Infelizmente, a resposta para as duas perguntas é sim. Segundo Bruno Jorge Duque, veterinário da Fundação Jardim Zoológico do Rio de Janeiro, todos os animais podem ser picados por insetos, como abelhas, ou outros animais, como aranhas, e ter reações alérgicas – como acontece com os humanos.

Animais domésticos podem ter reações alérgicas devido a picadas de abelhas, aranhas ou mosquitos. (foto: Flickr / dugspr – Home for Good / CC BY-NC 2.0)

Animais domésticos podem ter reações alérgicas devido a picadas de abelhas, aranhas ou mosquitos. (foto: Flickr / dugspr – Home for Good / CC BY-NC 2.0)

“Isso acontece principalmente com os cães, que são curiosos e vivem farejando por aí”, destaca Bruno. Fique atento, então: se notar no seu animal de estimação uma reação alérgica, leve-o ao veterinário!

Os animais que vivem em florestas também podem ser picados e ficar doentes. “Os primatas, por exemplo, vivem em grupo e controlam a presença de parasitas como piolhos e pulgas catando um ao outro”, comenta o especialista. “Apesar desse controle, esse grupo têm mais chances de desenvolver doenças causadas por picadas de mosquito, como febre amarela, malária e dengue.”

Primatas são mais suscetíveis a doenças causadas por picadas de mosquito. Apesar disso, a dengue não é comum entre eles. (Foto: Divulgação Rio Zoo)

Primatas são mais suscetíveis a doenças causadas por picadas de mosquito. Apesar disso, a dengue não é comum entre eles. (Foto: Divulgação Rio Zoo)

Bichos também podem ter outras doenças iguais às nossas, como câncer, meningite e tuberculose. O tratamento deles é bem similar ao dos humanos, mas, em alguns casos, os efeitos das doenças podem ser bem diferentes. “Uma gripe simples no homem pode se tornar algo mais grave no bicho, como uma pneumonia, por exemplo, e até levar à morte”, explica Bruno. “Por outro lado, os chipanzés não morrem em decorrência da Aids, mas o homem pode morrer.”

Também há casos de parasitas de animais que causam grandes problemas ao homem, como o Toxoplasma gondii, causador da toxoplasmose e transmitido nas fezes do gato, e a Leishmania, causadora da leishmaniose e transmitida por um mosquito, mas que muitas vezes tem no cachorro o seu hospedeiro final.

Agora você já sabe: quando seu bichinho estiver espirrando ou se coçando, talvez esteja doente. Leve-o logo ao veterinário! Vacine sempre seus animais, evite entrar em contato com suas fezes e lave bem as mãos antes e depois do contato com eles, para manter a saúde do seu bicho… e a sua.

Matéria publicada em 04.04.2014

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Padrão do site

Sou o mascote da CHC. Troquei a pré-história pelo mundo virtual para mostrar a você o lado curioso e divertido da ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat