Cantiga de passarinho

Banzo era uma ave diferente, colorida e cheia de vida. Adorava ser livre, mas, depois de capturado, foi morar em uma gaiola. Embora fosse uma casa bonita, toda dourada, o pássaro não gostava muito, não. Tinha saudades de seu verdadeiro lar, perto da praia.

Para espantar a saudade, Banzo cantava. Sua cantiga se espalhava por toda a cidade, que se alegrava na mesma hora. Pudera: a melodia era mágica!  Mas ele não sabia…

Cantava sempre ao cair da tarde, enquanto o sono não vinha. Quando soltava a voz, sem querer, fazia brotar belos sonhos e era capaz de espantar os pesadelos daquela noite. Quer saber como termina a história do pássaro cantor? Leia:

banzo

Banzo: o pássaro mágico
Texto e ilustrações de Regina Miranda
Editora Compor

Matéria publicada em 12.05.2015

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Diná

Sou uma dinossaura antenada, criativa e apaixonada por música, livros e cinema. Tem gente espalhando por aí que sou apaixonada também pelo Rex, mas alto lá! Ele é o meu melhor amigo.

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat