Bicho com nome e sobrenome

Ainda bem que fevereiro tem só 28 dias: mal posso esperar por março! Tudo porque agora sou um leitor de carteirinha da coluna O nome dos bichos, que a CHC On-line estreou no início deste mês. Ela explica por que os cientistas batizam os animais com nomes à primeira vista meio esquisitos, como Puma concolor (dado à onça-parda) ou Furnarius rufus (que o joão-de-barro recebeu). E traz cada curiosidade… Você precisa ver, ou melhor, ler! Como fez a Ana Carolina Liberatore, a nossa leitora Carol!

O joão-de-barro é chamado de formas diferentes pela população, mas os cientistas o conhecem por um único nome (foto: Alexander Zaidan).

A Carol nos contou que está aprendendo, na escola, sobre o modo como os cientistas batizam os animais. Então, adorou ver a estreia da coluna e nos deu várias sugestões de bichos para aparecerem por lá. “Eu gostaria de saber os nomes científicos dos seguintes animais: onça-pintada, leão, cachorro, bem-te-vi, tatu. Eles são animais que eu ouço muito falar”, disse ela. Pois eu mesmo providenciei para que a mensagem da nossa leitora seguisse direto para os Estados Unidos, onde está atualmente o detetive de significados da coluna O nome dos bichos: o biólogo Henrique Caldeira Costa.

E o que foi que o Henrique fez? Ele adiantou que tem planos de escrever sobre a onça-pintada e sobre o tatu-canastra (Priodontes maximus), o tatu-galinha (Dasypus novemcinctus) e o tatu-bola (Tolypeutes tricinctus). Contou que achou as outras sugestões também bem interessantes. Mas, para não deixar a Carol esperando, resolveu dar uma palhinha sobre o que vem por aí.

O nome científico do leão é parecido com o da onça-pintada porque esses animais pertencem ao mesmo gênero. Ou seja, têm muito em comum (foto: James Temple).

Sabia, por exemplo, que o nome científico da onça-pintada é Panthera onca, enquanto o do leão é Panthera leo? Se os achou parecidos, saiba que não é para menos. “A onça e o leão pertencem ao mesmo gênero: Panthera. Isso indica que eles têm muitas características em comum”, conta Henrique. Já o caso do cachorro é especial. Seu nome científico tem três palavras, em vez de duas: Canis lupus familiaris. “Isso acontece porque o cachorro é um parente muito próximo do lobo do hemisfério norte. Os primeiros cachorros foram lobos domesticados. Assim, o grau de parentesco entre os lobos e os cachorros ainda é tão grande que os cachorros não são uma espécie, mas apenas uma subespécie de lobos. Daí o nome formado por três palavras.”

Nossa, quanta coisa a gente descobriu graças à mensagem da Carol, né? Pois saiba que vem muito mais por aí. Em março, o Henrique me contou que a estrela da coluna O nome dos bichos adora viver em áreas com muitos buritis, uma palmeira típica do cerrado. Você imagina que bicho pode ser esse? Palpites na caixa de comentários!

Matéria publicada em 26.02.2010

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Padrão do site

Sou o mascote da CHC. Troquei a pré-história pelo mundo virtual para mostrar a você o lado curioso e divertido da ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat