Arma e ferramenta

Habitante de savanas e florestas tropicais da África e da Ásia, o rinoceronte é facilmente reconhecido pelo seu famoso e protuberante chifre bem no meio do nariz – às vezes, até mais de um! Trata-se de um instrumento valioso, utilizado pelos donos para se defender ou cavar. Mas você já parou para pensar do que esses chifres são feitos? Bem, é isso que os alunos do 4º ano B da E. M. Prof. Cláudio Gomes, em Vinhedo (SP) querem saber. Vamos descobrir?

O chifre dos rinocerontes é feito de proteínas! (foto: Thomas Hawk / Flickr / <a href=https://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.0>CC BY-NC 2.0</a>)

O chifre dos rinocerontes é feito de proteínas! (foto: Thomas Hawk / Flickr / CC BY-NC 2.0)

O chifre não é feito dos ossos dos rinocerontes, como muitos acreditam. A bióloga Daniela Sanfelice, do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, conta que ele é formado por proteínas. “É um emaranhado de uma proteína chamada queratina, produzida pelo nosso corpo e pelo dos animais”, explica. A queratina também é o componente principal da camada externa da nossa pele, dos cabelos e até das nossas unhas.

Justamente por ser feito da proteína, o chifre dos rinocerontes pode crescer de novo caso se quebre. Esses animais usam o chifre em muitas ocasiões, como, por exemplo, para intimidar seus oponentes em brigas por comida ou lugar para ficar. “Além de servirem de defesa em disputas, os chifres ajudam a cavar o solo em busca de raízes e outros alimentos”, diz a bióloga.

Outra curiosidade é que os machos usam os chifres para empilhar fezes e demarcar o território. Por fim, algumas fêmeas guiam seus filhotes com os chifres, dando uma forcinha a mais aos pequeninos que ainda não sabem andar direito.

Um grande problema é que tem muita gente de olho nos chifres dos rinocerontes. “Eles são considerados terapêuticos e até mágicos por algumas culturas da Ásia”, conta a bióloga Maria Clara Nascimento-Costa, da Universidade Federal de Minas Gerais. Por isso, milhares de rinocerontes são mortos ilegalmente todos os anos, para terem seus chifres retirados, o que causou a extinção de muitas populações desses animais. Atualmente, restam apenas cinco espécies – que estão ameaçadas de sumir do mapa. Uma tristeza!

Matéria publicada em 22.09.2015

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Padrão do site

Sou o mascote da CHC. Troquei a pré-história pelo mundo virtual para mostrar a você o lado curioso e divertido da ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat