A tinta da Diná

Diná resolveu dar uma lida no livro de História e descobriu que, antigamente, os homens retiravam pigmentos das plantas para reproduzir as cores da natureza. Os índios pintavam o corpo com urucum; os europeus usavam legumes, como a beterraba, para tingir as roupas e, assim, deixá-las mais alegres.

Esses pigmentos são substâncias químicas que as plantas, quando fervidas, liberam na água, formando uma tinta. Então, basta fazer uma espécie de sopa com cada material natural, como plantas, legumes, flores e cascas de árvore, para pintar à vontade sem sair de casa!

Diná não perdeu tempo. Vaidosa, imaginou o que poderia fazer com tantas variações. Quem sabe tingir seu laço de cabelo ou pintar quadros interessantes? Achou que Rex ia gostar e tratou logo de preparar suas misturas. Não satisfeita com as cores de sempre, colocou vários materiais numa panela para ver a nova composição. O resultado foi uma cor viva e diferente.

Para reproduzir a tinta da Diná, você vai precisar dos seguintes instrumentos: panelas, fogão, água, pincéis, papel e forminhas de alumínio. Para obter as cores propriamente ditas, tenha em mente o seguinte: nozes dá marrom; casca de abacaxi bem maduro dá amarelo; beterraba dá vermelho ou rosa, depende da quantidade por litro d’água; cenoura dá laranja; grama dá verde.

Veja agora como fazer:

(1) Recolha o material e chame um adulto para ajudar nessa etapa. Peça a ele para colocar cada alimento ou planta em uma panela separada, com água, e levar ao fogo até que esse líquido assuma uma tonalidade forte. Se quiser, você pode também fazer como Diná e inventar uma cor nova, misturando vários tons.

(2) Deixe esfriar.

(3) Depois, despeje cada tinta em forminhas separadas e pronto: você já pode começar a criar!

Matéria publicada em 18.03.2010

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Redação

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat