A um pulo de Nova York

Cientistas americanos encontraram uma nova espécie de sapo – até aí, parece uma notícia normal, não fosse por um pequeno detalhe: em vez de uma floresta ou um pântano, o cenário da descoberta é o distrito de Staten Island, na cidade de Nova York, uma das maiores do mundo.

Sapo

A recém-descoberta espécie nova-iorquina de sapo ainda não tem nome (Foto: Cathy Newman)

A nova espécie é um sapo-leopardo, que leva este nome por causa de suas manchas no corpo. Sapos deste tipo são muito comuns nos Estados Unidos, principalmente na costa Leste do país. Estudando os anfíbios da região, os pesquisadores identificaram um sapo-leopardo que coaxava muito diferente das espécies já conhecidas, embora sua aparência fosse exatamente igual. Normalmente, os sapos coaxam na época da reprodução para atrair as fêmeas.

A partir de análises no DNA do sapo, eles concluíram que se tratava de uma espécie totalmente diferente, que passou despercebida aos olhos dos biólogos durante todos esses anos. Ela vive em pequenas populações e tem uma distribuição muito restrita, mas os pesquisadores acreditam que, antigamente, se espalhava por toda a cidade de Nova York.

Para Cathy Newman, bióloga da Universidade da Califórnia que participou do estudo, a descoberta mostra que mesmo as cidades grandes devem ser levadas em conta quando se estuda a biodiversidade. “É muito importante identificar uma nova espécie entre outras já conhecidas, pois só assim podemos descobrir se ela corre ou não risco de extinção”, explica.

O novo sapo-leopardo ainda não tem um nome científico – os cientistas planejam estudá-lo mais a fundo e descrever melhor suas características e seus hábitos para então batizá-lo.

Matéria publicada em 05.04.2012

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Paula-Padilha

Gosto de ciências desde criança e até fui cientista durante um tempo, mas troquei as pipetas e os tubos de ensaio por lápis e papel.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat