A roupa do astronauta do futuro

Se você já viu as imagens de astronautas caminhando na Lua, deve ter notado como eles são desengonçados e têm dificuldades para se movimentar. (Caso nunca tenha visto, clique aqui para ver um vídeo feito na primeira vez em que o homem foi à Lua, em 1969). Isso acontece porque eles usam um traje espacial pesado e cheio de camadas, para protegê-los do ambiente hostil do espaço.

A engenheira aeronáutica Dava Newman, vestida com a roupa do astronauta do futuro, posa ao lado da foto de um traje espacial convencional (foto: Donna Coveney).

A roupa usada pelos astronautas pouco mudou desde que o homem começou a fazer viagens espaciais, há cerca de quarenta anos. Mas há vários cientistas trabalhando para criar um traje mais leve e dinâmico. Uma equipe de pesquisadores norte-americanos apresentou este mês uma opção que pode ser a roupa do astronauta do futuro, usada em missões tripuladas para a Lua e para o planeta Marte.

O novo traje está sendo desenvolvido no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, e foi batizado de BioSuit. Essa roupa permitirá que os astronautas tenham muito mais liberdade de movimentos quando estiverem no espaço, podendo dobrar joelhos e cotovelos com facilidade. O BioSuit é feito de duas fibras sintéticas – náilon e elastano – e lembra um pouco os uniformes de super-heróis dos quadrinhos.

O principal motivo pelo qual os trajes espaciais convencionais são grandes e pesados é a chamada pressurização. No espaço, os astronautas precisam se proteger do vácuo – nome que os cientistas dão à ausência de ar ou de qualquer outro tipo de matéria. A solução encontrada foi fazer roupas com uma camada de gás entre o traje e o corpo do astronauta, de forma a mantê-lo a salvo.

Mais de 100 quilos
No entanto, a pressurização diminui bastante a mobilidade de quem usa o traje espacial. “Não dá para dobrar muito os braços e pernas nesse tipo de roupa”, conta a engenheira aeronáutica Dava Newman, que lidera a equipe que está desenvolvendo o BioSuit. Sem falar no tamanho: por conta de todas as camadas de proteção e do sistema de pressurização, os trajes atuais pesam mais de 100 quilos!

O BioSuit é feito com fibras sintéticas e lembra mais o uniforme de um super-herói do que um traje espacial (foto: Donna Coveney).

No traje BioSuit, ao contrário, a pressão que protege os astronautas é criada pelas próprias camadas de tecido sintético. Sem o sistema de pressurização por gás, o traje fica muito menor e mais leve, o que dá uma liberdade de movimentos muito maior aos astronautas – confira na foto ao lado como Dava Newman parece à vontade dobrando os joelhos e cotovelos.

A equipe de Newman está trabalhando há sete anos na criação desse traje. Mas ele ainda não está pronto para ir ao espaço: muitos detalhes ainda precisam ser resolvidos. A engenheira acredita que o BioSuit estará pronto dentro de dez anos, a tempo de ser usado nas próximas missões tripuladas no Sistema Solar.

As agências espaciais dos Estados Unidos e de vários outros países, como Índia, China e Japão, têm planos de levar astronautas à Lua por volta do ano 2020. O objetivo seguinte será Marte: acredita-se que as primeiras espaçonaves tripuladas serão enviadas ao planeta vermelho por volta do ano 2030 ou 2035. Será que os astronautas usarão o BioSuit?

Matéria publicada em 23.07.2010

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Bernardo-Esteves

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat